O Homem e o Meio Ambiente


Por: Rosmari A. M. Lazarini
1

A Terra, como planeta, é muito anterior ao aparecimento do homem, aproximadamente 4,6 bilhões de anos, sendo que a raça humana originou-se na África há pelo menos 5 milhões de anos.

O homem foi se diferenciando dos outros animais, evoluindo e espalhando-se pelo planeta. Dominou a natureza através do fogo e da agricultura, e a sua fixação em diferentes ambientes, possibilitou a perpetuação da relação entre homem e natureza.

Hoje, o homem ocupa habitats variados, desde as costas árticas até as ilhas além dos continentes meridionais, desde o nível do mar até acima de 7.000m em algumas regiões montanhosas e desde florestas tropicais úmidas até o mais seco dos desertos.

Tanto a natureza quanto a sociedade são dinâmicas, pois estão sempre em transformações. Mas, desde que o homem iniciou sua caminhada pelo planeta, a degradação ambiental vem aumentando em conseqüência, entre os fatores, de seu comportamento predatório e de seu modelo predominante de desenvolvimento.

Até o meio do século passado, existia uma concepção naturalista a respeito do meio ambiente, onde se imaginava que a única forma de proteger a natureza era afastá-la do homem.

Nas últimas décadas, as questões ambientais têm assumido uma importância crescente. A relação com o meio ambiente e a sociedade, como um todo, estabelece-se de forma direta, havendo atualmente uma preocupação cada vez maior sobre este assunto, ficando ultrapassada a concepção de natureza enquanto recurso infinito e inesgotável.

Interessados na proteção do meio ambiente e à busca de soluções para tais problemas, tratados internacionais foram acordados entre Estados ou mesmo novas legislações específicas foram criadas para solucionar questões regionais.

No âmbito internacional, as preocupações com os problemas ambientais referiam-se, inicialmente, às águas internacionais, ao Continente Antártico, ao espaço aéreo, às regiões costeiras, e aos recursos aqüíferos e pesqueiros.

Em 1962, Rachel Carson, no livro “Primavera Silenciosa”, alertava sobre os efeitos danosos de inúmeras ações humanas sobre o meio ambiente.

Na Convenção Africana sobre Conservação da Natureza e Recursos Naturais, ocorrida em 1968, os sérios problemas ambientais que foram abordados (conservação e utilização do solo, água, flora, fauna para as futuras gerações), levaram a Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), à convocação da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano.

Começa a se disseminar uma nova consciência ecológica, em escala planetária, embora há perspectivas diferentes nas diversas sociedades, com concepções diferentes de relacionamento com a natureza, ocasionando conseqüências na esfera ambiental, social, política e econômica.

Saiba um pouco mais ...

1
Bióloga e editora do site: www.floraefauna.com
 

<< Voltar


Sugestões e comentários sobre este portal: rosmari@floraefauna.com
Copyright © 2004 - 2007 - Flora e Fauna. Todos os direitos reservados.